Estátuas de gente

“Fiquei procurando estátuas nas praças públicas e ruas onde o homenageado estava ali por que havia desistido de alguma coisa. Mas não encontrei nenhuma.”
Ozires Silva

Esta semana estive no VI Congresso Paulista de Jovens Empreendedores FIESP e ao escutar esta frase do Ex-Ministro e Presidente da Pele Nova Biotecnologia Ozires Silva me caiu como uma bofetada.
Na vida existem muitos momentos que conspiram para desistirmos ou abandonarmos um projeto, uma carreira, uma idéia, um romance ou talvez um sonho, mas só com perseverança e luta nos tornamos vencedores.

Os homens que vemos reproduzidos em estátuas pelas ruas e museus são lições de vida. Fizeram algo que ajudou pessoas, mudou o mundo ou por que simplesmente acreditaram nos seus sonhos. São colocados publicamente para servir de exemplo, inspiração, força, esperança e reconhecimento.

Olhei para trás e me peguei nos meus 14 anos de idade quando comecei a trabalhar. De lá para cá, não parei mais.
Nesta trajetória apesar da juventude já passei e ainda passo por muitas lutas e dificuldades, mas esta determinação me faz até hoje ter garra para enfrentar os desafios e a gostar muito deles, afinal, quem disse que a vida seria fácil? Também sem as pedras no caminho a vida não teria graça nenhuma.

Durante minha vida acadêmica na universidade como líder estudantil, fui criticado por alguns professores e alunos, e perseguido pela direção. Mas elogiado por outros.
Como profissional trabalhando no mundo corporativo já escutei de gestores também que eu não era capaz e que eu não iria ter condições de realizar determinados trabalhos. Mas elogiado por outros.

Como empreendedor já vi nos olhos de muitos ex-colegas de empresa dúvidas e medos em me conceder trabalhos por ora da juventude, por a empresa ser jovem ou talvez pela mais medíocre, o medo de dar certo e agora não como subordinado ou companheiro de uniforme, mas como empreendedor de sucesso! Mas novamente elogiado por outros.

Sempre existirá no nosso caminho Inquisidores que tentarão nos colocar na fogueira e conspirar pela nossa desistência. Essa turma do contra age desta forma por não terem a coragem de tomar atitudes, assumir riscos e responsabilidades ou por saber que ela mesma não é capaz.

Ozires Silva também destacou outra frase “Elogie mais do que critique. Se houvesse mais elogios do que críticas no mundo ele seria melhor, mais produtivo, avançado e amoroso”.

São palavras de um homem que foi taxado de louco por querer fabricar aviões no Brasil em 1970. Foi o fundador da EMBRAER. Tenho certeza que o espaço da sua estátua já está reservado.

Nas minhas palestras principalmente quando ministro nas universidades procuro trazer os jovens para a anormalidade, pois os homens das estátuas nunca foram normais.

Enfim, sigamos em frente. Caminhe pela vida e escolha uma praça ou uma rua bem bonita para a sua estátua. Só depende de você!

Maurílio Santos Jr

Compartilhe