REAGE, POVO BRASILEIRO!


Estudos científicos e depoimentos de pessoas que estiveram em “COMA” relatam que ao entrar neste estado você se depara com um túnel comprido e uma luz longínqua. Talvez seja a luta entre a vida e a morte, e você precisa escolher e tomar uma decisão. Neste momento você traz a tona seu passado, comportamento e seu legado na Terra. Diante desta situação os que optam ou de fato precisam voltar a viver, reagem e vêem ao mundo com outra sensibilidade de viver.
Assim também são com aqueles que ao parar o coração, necessitam de um choque para reanimar e reagir para o estado normal.

Já faz um tempo que entramos em COMA, e o pulso ainda pulsa.

A doença que nos levou a este estado de choque se chama “Eu não tenho nada a ver com isso”.
Já faz 20 dias que se chove sem parar em diversos estados e cidades brasileiras e a conseqüência disto até agora foram mortes, alagamentos, desabamentos de casas, perda de movéis e imóveis e até a dignidade levada pela correnteza das águas.

Não é apenas culpa da natureza e tampouco do Estado, é de todos nós.
Estamos esperando o caos total para reagirmos e mudarmos o rumo.

Grandes quantidades de lixo nas ruas, cidades sem planejamento urbano e reparos, quantidade excessiva de veículos particulares nas ruas, derrubada de florestas, muito asfalto e pouco solo de absorção, alto índice de emissão de carbono no ar e demais causas que nos têm castigado.

Mas quais são as barreiras que impedem que este rumo desejado seja mudado?

Acho que impera uma visão muito mais econômica do que humana.
Vem à crise e ao invés de se construir novas alternativas e valores humanos injetam-se dinheiro nos bancos e montadoras de veículos provocando o consumo exacerbado.

O conceito de felicidade baseada no consumismo tem cegado a sociedade e nos conduzindo a destruição.
Louvam o aumento da classe C, presente e futuros consumidores, mas esquecem que estes não irão querer deixar de saborear o gosto do consumismo excessivo quando nunca tiveram. Ao menos que aja um pacto empresarial pelo consumo sustentável e consciente.
Uma inversão de valores humanos.

Em pleno século XXI onde a responsabilidade/sustentabilidade é a Saída o Brasil se orgulha em dizer que irá produzir mais de 150 mil barris de petróleo, ao invés de estar inovando em energias renováveis e limpas. Quer desfrutar do atraso do que se espera não precisar mais futuramente.

Para o conceito de felicidade no consumismo é quase que uma vergonha andar de transporte público independente de ser confortável ou não. Imagine bicicleta como na França?
Carros e mais carros. Forte dependência diária. Fumaça. Stress.Barulho.

Por que dizer “Não” as sacolas plásticas nos supermercados? Precisará sair uma Lei de proibição para nos conscientizarmos?

São tantos pequenos e grandes atos que podemos fazer, mas não fazemos e nos educamos, assim como, para as futuras gerações.
Não estamos reagindo. “Eu não tenho nada a ver com isso”.

O pior que acho é a ausência do Povo brasileiro na Política, principalmente os Jovens. Esquecem que ao se comportarem como analfabetos políticos serão governados pelos que gostam (lacaios, pilantras ou não). Tudo depende de política até o seu emprego. A política é uma ciência boa, ela tem a capacidade de transformar e mudar a vida das pessoas no coletivo. O que não presta são os corruptos e pilantras que reelegemos na maioria das vezes.

REAGE povo brasileiro. Você tem a ver com isso sim! Sua ausência será a ausência de vida para seus filhos e netos no amanhã.
Chega de apenas criticarmos e não apresentarmos soluções e envolvimento. Brasil significa você !

Maurílio Santos Jr

Compartilhe