Compras Coletivas – A desgraça dos comerciantes

Groupon, Clickon, Peixe Urbano e etc… É a onda das compras coletivas atualmente. Preço barato = aumento de consumidores, experimentação e volume de vendas.
Na teoria é muito bom, mas na prática é completamente diferente.

Muitos estabelecimentos comerciais estão baixando seu nível de serviço (atendimento e qualidade) por não suportar a demanda descarregada das compras coletivas. A maioria das empresas que aderem esse programa não estão preparadas em gestão e logística e acabam não gerando recompras e fidelização pelo péssimo nível de serviço.
Fora isso, o lucro por cabeça é baixíssimo para o esforço e logística exigido pela massificação.

Vale a pena mesmo ?

Ontem estive em uma pizzaria e a garçonete perguntou: Vocês têem o vouncher Groupon? Respondi: – Não.
Isso significa que eu pagaria o valor real (cheio) e deveria ter prioridades.
Tinham mais ou menos 60 consumidores groupon comemorando um aniversário e as garçonetes focavam o atendimento nesta mesa específica pelo volume e pressão e deixavam de atender os outros clientes. Resultado. Após esperar 20 minutos sem pizza, paguei as bebidas e fui embora. Não voltarei mais!

Casos como este tem milhares, principalmente em estética, alimentação, cabeleireiro e etc…

Um cliente do ramo de estética da nossa agência Isto é Brasil Mkt & com. vendeu 1.000 pacotes de tratamento de beleza e não tinha espaço e equipamentos para atender. A solução foi locar e fazer rearranjos. Resultado lucraram R$10,00 por cabeça em pacotes de R$ 350,00 e nenhuma cliente quis mais voltar pelo nível baixo de atendimento.

O comércio que não tem gestão, logística e um financeiro bom não deve entrar nesse programa, é roubada. Você comprará a ilusão do volume e concluirá que nenhuma conversão de fidelização teve porque baixou seu nível de serviço.
Utilize outras ferramentas pra isso.

Clientes são o principal patrimônio da empresa. Não entregue-os a concorrência.

Maurílio Santos Jr

Compartilhe