Inovação além do processo. COMPORTAMENTO!

Louco, rebelde, desajustado, anarquista, são adjetivos muitas vezes atribuídos as pessoas de comportamento fora da curva do normal.

Assim como a sustentabilidade é um “valor” pessoal e não um produto comprado para implementar na empresa, a inovação é uma característica e não apenas um processo!

O inovador se comporta como inovador e não apenas aplica na empresa e a deixa lá ao ir embora do ambiente.

Isso significa que se deve viver aquilo que se acredita, como uma “religião”.

Quando a inovação é misturada no DNA humano, naturalmente o comportamento se transforma.

Inovar é gostar de resolver problemas da humanidade!

Tudo começa com um bom repertório e indignação. Não há ideias, argumentos e formação de “opiniões” sem ter um repertório. Quanto maior, melhor e MAIOR será a capacidade de inovar.

“As ideias fazem sexo. Só assim se cruzam e as transformam em novos saberes e soluções”.

Pra fazer sexo com outras ideias precisa as conhecer. E para as conhecer precisa-se viver!

Sem indignação e causa, não se produz desafios !
Qual a minha causa e o meu legado que quero deixar?

O poeta Raul Seixas em sua música “Maluco Beleza” diz assim:
“Enquanto você se esforça pra ser um sujeito normal, e fazer tudo igual.
Eu do meu lado aprendendo a ser louco,
um maluco total, na loucura real.
Controlando minha maluques, misturado com minha lucidez.
Eu vou ficar, ficar com certeza maluco beleza”

Tem pessoas que são loucas para serem normais e se comportarem como normais, mas para que ?
Aonde a normalidade leva ?

Protocolos e mais protocolos…

Com toda esta introdução não dá para enxergar a cultura inovadora como uma metodologia de aplicação. É muito mais do que isso!

Ela contamina e influi no comportamento humano.

Oras como era o comportamento do Steve Jobs ?

Maurílio Santos Jr

Compartilhe