O Lado Oculto das Conexões das Redes Sociais

Este lado oculto das conexões da rede vou dividir em dois momentos ilustrativos: A influência e a autoridade.

Influência
A influência oculta das redes sociais ocorre pela identificação dos mesmos perfis, emocional, psíquica, e etc… ou seja, pelos diferentes graus de influência. A teoria diz que temos até 6 graus de separação.
A rede social é complexa, onipresente, onisciente e afeta nossas conexões diretamente ou indiretamente como por exemplo uma morte familiar ou problemas de saúde como a obesidade.

NICHOLAS CHRISTAKIS é um Profº Phd em Sociologia Médica de Harvard e estadunidense.
Seu objeto de estudo é analisar especificadamente a forma como problemas de saúde, deficiência, comportamentos de saúde, cuidados da saúde, e a morte de uma pessoa pode influenciar os mesmos fenômenos na rede social de uma pessoa.

Em uma de suas pesquisas diz que se seus amigos forem obesos, seus riscos de se tornarem também é de 45% e se os amigos dos seus amigos também forem, você tem 25% de chances de se tornar um obeso. E se os amigos, dos amigos, dos seus amigos forem, pode ser até uma pessoa que você não conheça, tens 10% de risco de se tornar obeso.

E como ocorre esta influência ?
1ª) Pela indução – O processo de desenvolvimento influência no outro. Propagação de um outro para o outro.
2ª) Homofilia – “Diga com quem andas, e te direi quem és”. Partilham as mesmas coisas.
3ª) Confusão – Confunde nossa habilidade de entender o que está acontecendo.

Na indução, há um risco de 57% de se tornar obeso ao mesmo tempo que um amigo obeso.
Por exemplo o amigo em desenvolvimento da obesidade combina um prato gorduroso e lhe oferece e você aceita. Outro ponto é quando muda o conceito do tamanho do seu corpo e você influencia a outra pessoa a achar normal também. O conceito se espalha.

Perceba uma coisa, a pessoa pode morrer mas o conceito fica na rede. As vezes é difícil extinguir um mal.

Outro exemplo é que nos comunicamos pelas emoções: triste, alegre, feliz e infeliz.
Se separarmos nossas conexões por bem humorados, mal humorados, depressivos veremos que os infelizes sempre estarão no limite da rede, pois todas tem limites.

Em resumo, as redes tem valor. Possuem capital social. Existe uma arquitetura de vínculos racionais e irracionais entre nós.
As pessoas se agrupam e fazem superorganismos. Tipo de coletividades.
Entender como se formam e operam as redes sociais nos ajuda a compreender vários fenômenos como guerras, roubos, doenças, felicidades, quebras de mercados, monopólios, etc…
Mas a rede é alimentada de mais coisas boas e benefícios do que malefícios, pois se não houver amor, altruísmo e compreensão ela quebra.

Autoridade
A autoridade que é a manifestação do poder, pode ser entendida em três espécies:

1º) Poder coercisivo ou coativo – Garante submissão pela imposição de sanções efetivas ou por ameaças;
2º) Poder compensatório – Garante submissão pelo oferecimento de incentivos ou recompensas;
3º) Poder condicionado – Mudança de crenças mediante a persuasão ou a educação.

A política é a busca do equilíbrio destas três espécies.

Já parou pra pensar que a educação pode ser um manifesto de poder? Mudar as pessoas condicionadas a mudança de seus valores/crenças através de programas educacionais, vistas como “simples educação” é uma manifestação de poder através da indução.
Os índios é um exemplo.

Em uma rede não pode haver imposição e autoridade. Mas as três espécies acima, mais acentuada pelo poder condicionado da educação pode ser um fator oculto de influência em mudança de estrutura de uma rede social.

A rede social é influenciada por isso, o uso do poder oculto trás diversos impactos que não percebemos.

Enfim, entender as redes sociais é uma magia e complexa ao mesmo tempo, mas pode ser o maior objeto de estudo para entender o mundo das pessoas, diferentes de entender o mundo de Deus.

Compartilhe