Além da mudança, Abandone tudo. Viva la Revolución!

Che Guevara

Nesta semana estive reunido com um funcionário do alto escalão do Governo do Estado de São Paulo falando sobre empreendedorismo. Sem hesitar, ele testemunhou sua mudança de modelo mental e de atitude como um pecador em uma igreja protestante exemplando a igreja:
-Tenho 25 anos de funcionalismo público e sempre fui quadrado, conservador e tecnicista. Depois que li “Tempos loucos exigem organizações malucas” de Tom Peters abandonei a velha vida e hoje sou um novo homem. Por isso, hoje meu trabalho são projetos no Governo para reinventá-lo.

Animal isso!! Paradigmas e velhos hábitos foram quebrados.
Fiquei curioso e comprei o livro! De fato, cada página é um soco no baço e minha ideia é nos próximos posts compartilhar com você aqui no blog os ensinamentos de Tom Peters.

APAGUE A PALAVRA “MUDANÇA” DO SEU VOCABULÁRIO E SUBSTITUA POR “ABANDONO” OU “REVOLUÇÃO”.

“Só haverá dois tipos de administradores: Os rápidos e os mortos.” David Vice, Northern Telecom

Analise o cenário atual: Eike Batista (Grupo EBX) há meses atrás era o 7º Bilionário do mundo com um patrimônio avaliado em US$30bi. Seu grupo de empresas até então são apenas papéis na bolsa de valores e por enquanto não produzem nada. O que ele vende até então? Valores intangíveis.
As gravadoras como a Virgin e Estúdios hoje gravam um CD com por exemplo: Vocal no (Brasil), Baterista em Nova Orleans (EUA), Guitarrista em Londres (ENG) sem se encontrar pessoalmente como banda. Tudo via compartilhamento e internet.
A IBM (Computadores Pessoais) de Austin, Texas (EUA) reduziu o tempo de fabricação de 7,5 para 1,5 dia, o tempo de desenvolvimento de novos produtos de 24 para 8 meses, aumentou sua carteira de novos produtos de 19 para 85 reduzindo sua folha de pagamento de 1.100 para 423 pessoas. Sem falar em Facebook, Google, Youtube etc… QUE LOUCURA!!

Bem vindo a Revolução do conhecimento e da imaginação!

Abaixo o material!
“Estamos procurando vender cada vez mais intelecto e cada vez menos materiais” Estrategista da 3M

Se estamos vivendo em tempos loucos e insensatos, como podem exigir para você ser conservador ou sensato?

Para sobreviver nesta revolução do cérebro todas as organizações e pessoas terão que Abandonar o que aprenderam e a reaprender a aprender!

VIVA A IMAGINAÇÃO!

Qual é o capital das fábricas da Microsoft e Apple? E do Google? A imaginação humana.
Se a gente olhar o que pode ser a superfície de uma Nova Era, ainda empresas se apegam mais às doutrinas administrativas da Revolução Industrial.
A imaginação é a fonte principal de valor na Nova Economia.

Será que alguém sabe como se administra a imaginação humana?

ABANDONE TUDO

Sempre falo que os cursos de negócios tem uma forma de bolo conservadora e uma fábrica de escala de diplomas. Eles não ensinam a libertar a imaginação e a quebrar paradigmas. Faz mal cursá-los.
Em uma empresa que ainda pensa que o terno e gravata representa elegância e seriedade; o organograma e crachá coloca ordem, inteligência e respeito; A orientação é pra produtos e não pessoas; O melhor currículo é o que contém a faculdade de ponta e uma enxurrada de cursos e idiomas; O processo nada mais é que um passaporte para pedir permissão pra fazer acontecer não conseguirá sobreviver na Era do Cérebro.
O cérebro são de pessoas e não de máquinas. Das pessoas saem a imaginação dos produtos e serviços.

Se não haver um ambiente orientado a imaginação a empresa não conseguirá criar o capital de valor.
Vide a Nike. Não possui uma fábrica no mundo e o mercado a enxerga hoje como “Moda”.
O que ela tem verdade? Uma mensagem “Just do it”. Esta mensagem intangível a faz ser uma empresa de bilhões.

Deu pra sacar?
Você pode resistir ao máximo com um discurso piegas e míope que seu business é chão de fábrica e não “T.I”, que o comando e controle é o que mantém a ordem e produtividade, a reprodução e padronização ganha escala, que em pouco tempo sua empresa estará com um atestado de óbito.
Nem mesmo colaboradores terão vontade de trabalhar na sua empresa, um ambiente feito para Tiranossauros Rex.

Compartilhe