Entendendo e aplicando o Business Model Canvas. Startup e Projetos!

O Business Model Canvas virou até uma modinha entre as startups e pelas redes sociais através de cursos pagos.
Este modelo é uma aplicação muito prática e útil de como você conceber uma ideia, criar valor, entregar o valor, manter o diálogo e avaliar os resultados e expectativas a partir da observação com os clientes. Um design thinking.
Em resumo é o passo antes (prototipação) de esmiuçar um plano de negócio.

Com o resultado do CANVAS você decide se vale a pena ou não fazer o plano de negócio para este produto/serviço.

Vamos entender como fazer agora observando o quadro acima:

1º) Segmentação: Pra quem vamos criar valor e vender o produto? Quais são os nossos clientes mais importantes?
2º) Proposta de Valor: Que valor proporcionaremos aos clientes? Quais são as dores racionais e irracionais? O que vamos oferecer?
3º) Canais: Como e de que modo entregamos este valor aos clientes? Como estabelecemos este contato de venda?
4º) Relações com o cliente: De que modo vamos conversar e manter contato com estes clientes?
5º) Fontes de Renda: Como trago receita e monetizo?
6º) Recursos Chave: O que precisa pra funcionar?
7º) Atividades Chaves: O que preciso dominar pra entregar e funcionar bem?
8º) Parcerias Chave: Quais parcerias chaves necessitam pra acontecer?
9º) Estrutura de Custos: Quais os principais custos?

Essas são as fases e linha de pensamento para responder.

Pra facilitar os criadores do CANVAS disponibilizaram o modelo do quadro abaixo para impressão e preenchimento.
O recomendável é preencher nos espaços com Post-it porque conforme o amadurecimento, você pode ir substituindo.

Além disso, a ideia é estar visível. Esta visibilidade exposta na parede estimula as pessoas a pensarem e repensarem o projeto.

Fácil certo? Agora baixe a planta abaixo e detone sua ideia, startup ou projeto.

Compartilhe