Tornando Equipes Eficientes

Tornar uma equipe eficiente, não se começa ou não se muda por meio de processos e ferramentas gerenciais, começa-se pela mudança de comportamento e atitudes. Através do comportamento se cria uma cultura. Os resistentes a cultura abandonarão pela própria vontade ao não se adaptarem. Então, se separa os bons dos ruins.
Que tipo de comportamento deve-se ter para haver eficiência, agilidade, inovação de ruptura e aprendizagem constante?

Abaixo 7 pontos de acupuntura de comportamento organizacional para criar eficiência nas equipes:

1) EU NÃO DISCUTO PROBLEMAS, APENAS SOLUÇÕES: Quanto tempo se gasta para achar um culpado, colocar na reta do próximo ou para provar quem é que sabe mais da equipe e pode ser o Super-Man em resolver? Trazer um problema à tona sem a solução mostra o quanto o colaborador é fraco, preguiçoso e como não quer assumir responsabilidades.
Tire este vício dos colaboradores. Se existe um problema, que se apresente primeiro a solução, em segundo assuma a responsabilidade em executar e terceiro mostre a raíz do problema para não acontecer novamente. Deixe esta frase visível nos departamentos, “Eu não discuto problemas, apenas soluções”.

2) EVITE REUNIÕES PRESENCIAIS: Me diga qual reunião é prática, não foge do assunto central, ninguém atropela a fala do outro, não tem guerra de egos, dura menos de 40 minutos, se resolve, é legal e interessante? Quase nenhuma! Reuniões perdem muito tempo, deixa os participantes stressados e com a sensação que nada mudou!
Faça com que todos se interajam no dia-a-dia (Cafézinho, lanche da tarde, almoço, mesa com mesa) de modo transparente, compartilhando suas tarefas e dificuldades. Deixe visível nas paredes as tarefas, projetos e aberto a sugestões e críticas. Com esta prática transparente, ágil e compartilhada se elimina reuniões de grupos, por que nada mais é que compartilhar pautas e assuntos ainda ocultos no setor.

3) OBRIGADO PELA INFORMAÇÃO QUE NÃO ME DEU: Se a informação não está fluindo, livre e transparente, como pode se cobrar algo de alguém? A falta de informação e conhecimento tira a eficiência da equipe. Não permita que isso ocorra. Utilize a ajuda de ferramentas, email, grupos fechados onlines e etc…para que a informação fique disponível e OBRIGUE todos a darem o feedback.

4) EU NÃO DISCUTO PAPO CABEÇA, VOU DIRETO AO PONTO: Se perde muito tempo em filosofar, teorias organizacionais e novamente rodeamos os problemas e não apresentamos soluções com os responsáveis em executar. Evite papo cabeça, discuta o projeto prático. Quando alguém começar com papo cabeça, toque buzine, sino, mas quebre aos poucos esta prática.

5) ATITUDE DE LÍDER: TODOS devem se comportar como líder e todos são líderes. Atitude provém de pessoas que fazem acontecer e assumem riscos. Para que esta plataforma aconteça se deve eliminar os efeitos do organograma pirâmidal. Esta crença deixa as pessoas mais reativas do que ativas pelo suposto “respeito”, “comando e controle”.

6) PESSOAS QUE ATRAPALHAM E CUSTOS É COMO UNHA, DEVE SER CORTADO SEMPRE: Um tomate podre não pode estragar a caixa. Não retenha as pessoas que atrapalham por ineficiência, falta de know-how, teimosia e resistência a mudanças, é pior para o grupo!

7) EU SÓ QUERO SABER O QUE PODE DAR CERTO, NÃO TENHO TEMPO A PERDER: Esta música é o melô da eficiência. Não perca tempo com problemas, papo cabeça, apontar culpados etc…apenas com o que pode dar certo!

Enfim, após o comportamento e atitude das pessoas serem voltadas a eficiência, agregue ferramentas de gestão para dar o suporte necessário as equipes. Viu como é simples?
O passo antes da ferramenta é a raíz do problema.

Esta música do Titãs é o verdadeiro melô.

Compartilhe