As lições do Jiu-Jitsu Brasileiro para o Empreendedor

Certa vez eu estava reunido na FIESP com o Antonio Bonchristiano – Sócio da GP Investments e Fundador da Submarino, e ao perguntá-lo sobre qual dica ele daria para alguém que deseja empreender, ele respondeu: – Corra uma maratona! Em uma maratona você passará por todos os processos de dor, análise de desistência, falta de fôlego, desafios, split final, repensar se é isso mesmo que deseja que após o término, será seu termômetro de empreender.

Uma boa dica de treinamento!
Aos meus 15 anos de idade conheci o Jiu-Jitsu Brasileiro por causa de uma doença grave e quero dividir com você, 6 lições que são aplicáveis no dia-a-dia para o empreendedor.

1) Arte Suave: O Jiu-Jitsu Brasileiro foi aprimorado pelo Mestre Hélio Gracie por alavancas dando a chance de um lutador menor e mais fraco vencer um oponente maior e mais forte. Hélio dizia que Jiu-Jitsu foi feito para os fracos. O segredo é usar a própria força do oponente contra ele mesmo.
Toda start-up e PME irão enfrentar no mercado, big business, cartéis, monopólios, o peso do concorrente mais forte. Para sobreviver precisará de uma estratégia capaz de vencer o mais forte, como o Jiu-Jitsu. Use a força do concorrente contra ele mesmo! Isso significa INOVE na deficiência dele.

2) Disciplina: O segredo da execução perfeita dos golpes e não esquecê-los ao longo do tempo é treinar, treinar e treinar. Os japoneses são bem sucedidos no que fazem pela sua disciplina e foco. A disciplina te leva ao aprimoramento.

3) Humildade: Hélio Gracie dizia que a faixa só serve para segurar as calças. O que valia não era a cor da faixa, mas a pessoa provar dentro do tatame a sua capacidade. A humildade sempre leva as pessoas mais longe na vida. Não se prova sua capacidade no embate, sua força e respeito com dinheiro e bens ou sua inteligência com discussão. A humildade em escutar, aprender, simplicidade e compaixão te faz crescer naturalmente na vida.

4) O Chão: Jiu-Jitsu é uma luta de chão. Sabe por quê? Toda briga sempre termina no chão. Então, o segredo é levar o oponente ao chão. “Para muitos o chão é o fim, para nós é o começo”.
Gabriel Cherubini Criador da Marca Yoki, disse que os promotores de supermercado que eram seus inovadores. A Linha Mais Vita saiu da dica deles “Olha bebida de soja sai muito aqui no supermecado”.
É preciso estar com o chão de fábrica e as pessoas na ponta. Saber escutar a voz de fora pra dentro. Saia do escritório e vá ao chão!

5) Confiança: “Quando você tem mais confiança em si mesmo, você é automaticamente mais tolerante. Você tem condição de meditar e de se pôr no seu devido lugar sem precisar lutar, e isso assusta os valentões.” Hélio Gracie.
A Família Gracie ficou conhecida por desafiar sempre lutadores de qualquer modalidade 50 às vezes 100kg a mais do que eles. Eles tinham e têm tanta confiança na sua arte que o peso e modalidade não era um impeditivo para lutar.
Confie em você! Confie no que faz! Confie no seu projeto e sonho! A confiança te faz humilde! Confiança deve andar com a humildade.

6) Ganhar ou Perder: “Eu não luto pra ganhar. Mas luto bastante pra não perder.” Hélio Gracie
Essa frase me lembra muito a do filme Rocky Balboa 4: “Ninguém vai bater mais forte em você do que a vida. Não importa o quanto você bate, mas sim o quanto aguenta apanhar e continuar de pé. O quanto pode suportar e seguir em frente. É assim que se ganha.”
Viu como se ganha?

Enfim, Jiu-Jitsu é uma arte marcial bonita, eficiente e contribue pra saúde.
Suas lições são aplicáveis a toda hora.

A seguir a luta entre Royce Gracie (64 kg) x Akebono (150 kg). É a prova dos 6 tópicos! Abraços. Osss!

Compartilhe