Modelos de Negócios Competitivos para Start-Ups

O modelo de negócio não só define produtos, preços e produção como também o formato da gestão e cultura.
Qualquer ideia ou negócio precisa estar dentro de uma modelagem de negócio para primeiramente analisar a viabilidade, segundo a operação e terceiro a alocação dos recursos.
Uma start-up sem plano de negócio tem menos chance de dar certo segundo pesquisas do SEBRAE.

Eu compreendo que o empreendedorismo é um mix de vocação, sorte, visão, ousadia e criatividade, porém, utilizar das ferramentas para um melhor planejamento e execução ajuda a minimizar os riscos.

Neste post vou abordar especificadamente o ponto do core business.

Abaixo encontrei um slideshare com muitos exemplos de modelos de negócios, então não vou entrar nos detalhes. Melhor você leitor acessar os slides e obter a aprendizagem.

Mas a seguir vou de um modo resumido, destacar os pontos de observação de modelos competitivos:

1) Competição por preços - Seu produto é uma commoditie no mercado, ou seja, sem diferenciação e vence quem tiver o menor preço. Para tal, obter tal vantagem em preço torna-se necessário ter menores custos e logística eficiente.

2) Competição por diferenciação - Seu produto já possui uma categoria existente no mercado, porém, possui um valor agregado dos demais. Neste cenário você tem um valor percebido e vencerá por isso podendo explorar financeiramente este fator.

3) Competição por nichos - Você atende um determinado grupo específico de consumidores tornando-se especialista. O problema de nicho é a limitação do mercado.

Identificou sua start-up com qual modelo de competição?

Independente do modelo, o segredo das empresas duradouras é investir em inovação.
Inovação não consiste apenas em tecnologias, mas também em novos processos eficientes.
Para tal, a melhor ferramenta para inovar é o díalogo e a rede. TODOS sem exceção devem estar pensando em como inovar no seu trabalho e como estar mais em rede e menos em pirâmides hierárquicas.

Compartilhe