Sobrevivendo no caos – O líder baseado em valores

Observando o reino animal como Charles Darwin observou não existe diferença alguma para o mercado de trabalho e a própria sociedade quando concluímos “Só os fortes sobrevivem”.
Já assistiu o filme “Onde os fracos não tem vez”? Sacou o título do filme? Precisa dizer algo?

Em uma sociedade onde um estagiário na semana passada morreu de infarto por trabalhar 72 horas sem parar em um banco de investimento nos (EUA); Executivos na China tem se suicidado por stress e pressão corporativa; A representatividade da Indústria Brasileira caiu de 30% para 13% em 25 anos; Crises Econômicas Mundiais; A geração (y) têm se recusado a abdicar de sua vida pessoal para doá-la em troca de um sobrenome corporativo, crachá, VT e VR; O nível de turnover cada vez mais alto em grandes corporações; A Nike é uma das empresas que mais faturam sem possuir uma única fábrica; Sociedades indo para as ruas protestar contra a corrupção dos governos e ditaduras; Esquemas de corrupção e bola nas empresas etc…

Como sobreviver neste caos sem perder seus valores?

O que são valores?
Os valores humanos são os fundamentos éticos e espirituais que constituem a consciência humana. São os valores que tornam a vida algo digno de ser vivido, definem princípios e propósitos valiosos e objetiva fins grandiosos. [Fonte: Wikipedia]

O que torna a vida algo digno de se viver pra você?
Quais são os seus princípios e propósitos valiosos que o torna grandioso e respeitado pelos demais?
O que é respeito, ética e equilíbrio pra você?
Você tem consciência dos seus atos, atitudes e influência sobre os demais?

Até onde vale a pena você abrir mão dos seus valores que o tornam grandioso por conta do caos?
A partir do momento que você abriu mão dos seus valores, você foi derrotado pelo caos.

O líder baseado em valores torna-se grandioso não por trabalhar pelo emprego, obrigação ou cumprimento de tarefas. Ele luta por uma causa nobre e assim contagia sua equipe deste propósito.

Então, qual a causa que você luta da sua empresa ou departamento? Ou qual é a sua causa?

Empresas precisam rever seus modelos de negócios e colocar a causa e os valores no propósito de sua missão não entregando valor a consumidores, mas a seres humanos.

Por exemplo. A VIVO mudou o discurso de que vendia Telecomunicações. Hoje ela diz que vende Tecnologia Social, ou seja, o que a internet e telefonia é capaz de mudar e ajudar as vidas das pessoas.

Notou a diferança?

Quando atingimos este nível de consciência sobre os valores, invertemos a mesa do jogo.
Perguntada sobre como conseguiremos criar uma sociedade mais sustentável Dadi Janki disse: “Precisamos de uma nova consciência, precisamos de um novo coração”.

“A distância mais longa é aquela entre a cabeça e o coração.” @stevendubner
O que não tem valor e coração é vazio.
Nosso coração precisa estar depositado naquilo que fazemos e inspiramos pessoas. Se nosso coração está depositado é porque acreditamos, e assim não abrimos mãos destes valores.

Deu para refletir e atingir um nível de consciência? Somos quem podemos ser…

Compartilhe