Jiu-Jitsu para Negócios

Rorion Gracie
Legenda: Esquerda (José Eduardo Mendes Camargo, Empresário formado por Hélio Gracie) e Direita (GM Rorion Gracie, Criador do UFC e Filho mais velho do GM Hélio Gracie)

Quando fui atraído em conhecer mais sobre o Jiu-Jitsu, eu tinha 15 anos e foi assistindo o Royce Gracie com 1,85m e cerca de 77Kg vencendo adversários com mais de 30Kg que ele no UFC e pelo seguinte depoimento do Grande Mestre Hélio Gracie, criador do Jiu-Jitsu Brasileiro:

“O jiu-jitsu que criei foi para dar chances ao mais fraco para vencer o mais forte. É a inteligência acima da força bruta. Quando você adquire esta confiança, você se torna mais tolerante e compreende a inferioridade dos outros e não tem a preocupação de mostrar e nem explorar isso.”

Com esta técnica GM Hélio Gracie com 60kg desafiou e venceu adversários de todos os níveis,técnicas e com mais de 100kg, provando a eficiência e demonstrando sua confiança.

Qual a relação com os Negócios?

Quem nunca lidou ou lida com um CHEFE que exerce a força bruta do grito e hierarquia pra cima dos subordinados?
Quem nunca foi ou é agredido com ofensas que para muitos é profissional, mas não entende, que o Homem é o ser racional dotado de sensibilidades e emoções que automaticamente tranfere para o pessoal?
Quem nunca sentiu ou sente medo de situações e pessoas nas empresas por conta da alta competitividade interna?
Quem nunca foi desafiado e colocado a prova precisando se provar no corporativo?
Quem nunca foi considerado fraco e sem experiência comparado ao mais forte e preparado?

Enfim… Por conta desta alta competição e ego das pessoas, que para muitos significa sobrevivência, diariamente somos
colocados em situações para perdermos a confiança e nos sentirmos inferiores.
Se você cai nesse jogo e acredita nisso, sua vida estará infadada ao insucesso, e a força bruta venceu o mais fraco.

Arte Marcial é uma defesa pessoal, ou seja, você estar treinado e ser capaz de se defender de um agressor.

A pessoa que ataca ou o agressor não tem confiança em si próprio, no seu trabalho e não consegue adquirir respeito natural das outras pessoas, por isso precisa se provar a toda hora sua liderança e capacidade. Sem este artifício, ele(a) é um fraco.

Como o Jiu-Jitsu Brasileiro foi desenvolvido para o menor e mais fraco ter chances de vencer o maior e mais forte, e automaticamente desenvolver a sua confiança e tolerância, vejamos os ensinamentos para os negócios:

1) Derrota do Ego - Você vai perder para o mais graduado, mais preparado ou em situações pelo acaso e precisa ser humilde para aprender com ele e reconhecer os seus erros.
2) Trabalho em Equipe - Você pertence a uma equipe e precisa saber aprender e trabalhar com seus pares. Todos têm algo a ensinar e contribuir. Nesta prospectiva se vale de você aprender a observar, ouvir, perguntar, interagir, testar e reconhecer os outros.
3) Confiança - É um fato, pergunte a qualquer praticante. Você adquire uma confiança extrema por ter elementos e técnicas para vencer o maior e mais pesado. Com isso se torna mais confiante e tolerante, sem querer explorar a inferioridade do próximo. Você compreende a fraqueza e deficiência do outro dentro e fora do tatame.
4) Estratégia - Jiu-Jitsu esportivo e podemos extender para a defesa pessoal também é um jogo de estratégia. Cada movimento, posição ou ataque vai gerar outras situações, e a partir daí, você precisa desenvolver e ajustar a sua estrategia e plano de ação.
5) Respeito - Você aprende a respeitar não apenas seu Mestre e Professores, mas as pessoas. Para que o time avance em torneios, cresça, se desenvolva a defesa pessoal e ajude os outros a não desistirem, precisa haver respeito pelos limites de cada um, espaço, problemas e aflições.
6) Inovação - No desenvolvimento da luta você é impulsionado a criar e reinventar posições, passagens e golpes para ter chances de sobreviver.
7) Lidando com os riscos - A todo momento você está exposto a ser estrangulado. Você adquire tranquilidade para pensar e tomar providências. No momento que você toma um estrangulamento, por exemplo, você não pode se desesperar. Tem
que ter tranquilidade para pensar na saída e sobrevivência.
8) Saúde - A saúde física e mental que o esporte oferece contribuem para um maior rendimento pessoal e profissional.
9) Liderança - Líder é o que motiva e inspira a fazer e não mandar e comandar, dentro do tatame com o passar do tempo, você vai adquirindo esta habilidade e visão e consequentemente transferindo para fora do tatame.
10) Disciplina - Para acertar os golpes, posições, passagens e raspadas, precisa ter a disciplina de repetir com frequência desde os básicos, observar e reavaliar. Além disso, seu corpo físico te exige uma disciplina de cuidados.

E aí, curtiu este depoimento? Sou praticante, gosto muito e o jiu-jitsu tem me ajudado bastante nos negócios em todos estes 10 ítens que listei!
Experimente! Abs

Compartilhe