O Marketing do PENSE, SINTA E FAÇA

Harvard Business Review

Esta é a capa da Revista Harvard Business Review de Julho/2014.
Eu jurei a 3 anos atrás que não trabalharia mais diretamente com Marketing, mas ele me persegue. Ainda mais que ando na contramão atual da visão dos marketeiros, ou melhor dos tecnocratas do marketing.
Essa capa/matéria traduz o que acredito atualmente.

Geralmente o tecnocrata do marketing é muito decidido nos principios:
a) consumidor de (x) é consumidor de (x)
b) as pesquisas de mercado estão indicando o caminho (y) vamos fazer
c) o digital é complementar as mídias tradicionais
d) vamos achar uma agência TOP que vão fazer a comunicação TOP

Esse é o velho marketing. O tipo previsível e metódico.

“As pessoas não sabem o que querem até mostrarmos a ela”. Steve Jobs

Se elas não sabem o que querem, como a pesquisa de mercado aponta 100% o futuro?
Não, a pesquisa significa uma necessidade presente.
Fora isso, muitas das respostas tem indução.

Esta capa da HBR é muito conectada com o marketing empreendedor. PENSE – SINTA – FAÇA
Pergunta para os grandes empresários se eles quando tiveram a ideia sairam pesquisando, tabulando, fazendo estatísticas etc? 98% não.
Simplesmente eles colocaram na ideia o melhor jeito de comercialização.
Saras Sarasvasty comparando o executivo com o empreendedor ilustra. Os 2 vão abrir um restaurante indiano como agem?
Executivo: Faz uma pesquisa de mercado em seguida um plano de negócio.
Empreendedor: Faz amostras e distribui para os amigos e família, então analisa o sucesso.
É de dentro das pessoas pra fora e não de fora (pesquisas) para dentro.
Este dentro o Marketing do Kloter não consiguiu escrever, ou seja, feeling com a percepção pessoal.
Toda percepção é dotada de experiências da memória e interior.

Se você está no Marketing reveja sua visão:

1) O posicionamento precisa estar dentro de uma causa. Esta causa vai ser percebida.
2) O valor está no benefício da causa. Qual a proposta?
3) Quais são os meios de se relacionar com a audiência da causa? O relacionamento é diferente da ferramenta técnica de venda. A venda é uma consequência do relacionamento.

Kloter recentemente perguntado, se tivesse que estudar um tema de marketing, qual seria, ele respondeu: Digital!
É a plataforma de relacionamento mais eficiente do one-to-one.

Os tecnocratas vão responder! Legal, mas não gera venda. Prefiro ainda dar um brinde no PDV!
Seu ogro, sabê pq pra seu produto não funciona?
Seu posicionamento não está na causa, mas no produto!

Marketeiros, revejam suas visões e formas de relacionamento! Abs

Compartilhe