Consumidores tagged posts

A experiência convergendo clientes em vendas

A experiência é a maneira de experimentar, sentir, provar ou comprovar aquilo que o cérebro codificou como “achismo”.
A experiência é vital para o consumidor agora quando se torna inusitada, você atinge as faculdades mentais da evangelização da marca no cérebro humano e torna a surpresa marcante.
Neste vídeo, a JWT agência de comunicação queria mostrar os serviços diferenciados da companhia aérea SilkAir na Ásia e decidiu levar aos cinemas de Singapura, uma experiência de viagem com a empresa.

O Marketing Experiêncial usado como ferramenta transformou os assentos do cinema em bancos de passageiros, o Telão em frente de avião e promotoras em aeromoças prestando o suposto serviço feito no avião. DEMAIS !!!!!!!

O resultado foi os espectadores do cinema tendo a sensaçã...

Read More

PDV – Uma Arte e Uma Guerra

No filme Tropa de Elite I, o Capitão Nascimento descreve o prazer de progredir nas invasões nas favelas do RJ como uma arte, afinal, você está numa guerra e nela é matar ou morrer. E no BOPE são treinados para matar.
Mas segundo ele para progredir nas favelas é preciso entrar com estratégia e começar de beco em beco.

Esta alusão que faço tem a finalidade de trazer para a guerra nos PDV´s (Pontos de Vendas) onde o aglomerado de opções de marcas são trincheiras e uma arte para progredirmos.
Aqui você precisa derrubar o concorrente e metaforicamente “botar na conta do papa”.

De fato, a progressão está baseada também em estratégias e esse é o foco do artigo.
Se pararmos para observar o layout de uma Loja, ou melhor, vamos usar de exemplo um Auto-Serviço 20+Chkts temos um ...

Read More

A Estratégia Regional do Marketing Brasileiro

Há mais ou menos 3 anos venho propondo a universidade o estímulo a discussão e formação de um conceito de marketing brasileiro a partir da nossa formação social, econômica e cultural realizado pelas nossas próprias potências que ainda não foram totalmente descobertas. Também as empresas um pensamento estratégico integrado com as prioridades e estratégias do Brasil (governo), assim com produtos e governança corporativa de modo a se pensar no desenvolvimento, na liberdade e na preservação das raízes brasileiras.
Até um tempo atrás existia uma única tese de que a economia brasileira foi formada pelo latifúndio exportador e assim se sucedeu uma sociedade da Casa Grande e Senzala.
De acordo com o Sociólogo e Cientista Político Dr...

Read More

Me escuta. Sou um ser humano.

Esta semana escutei um desabafo de uma amiga que me comoveu.
- “Eu gostaria de mudar de vida! Mas não consigo. Gostaria de fazer algum curso, mas em que hora? O trabalho só me consome! Estaria mais feliz em outra área ou talvez em outro lugar.”

Estas palavras com gosto de fel representam o ser humano.
Antes de ser um profissional, poliglota, gestor(a) ou doutor(a) somos seres humanos que choram, sentem, sofrem, sonham, riem e que amam.

Segundo a tese de Marx, a maior deficiência do capitalismo é enxergar o ser humano como uma mercadoria. Você contrata, faz produzir e se não servir troca.

Há algum tempo venho batendo na tecla, Consumidores Não. Pessoas!
Esta reflexão serve também para “Funcionários Não, Pessoas”...

Read More

REAGE, POVO BRASILEIRO!


Estudos científicos e depoimentos de pessoas que estiveram em “COMA” relatam que ao entrar neste estado você se depara com um túnel comprido e uma luz longínqua. Talvez seja a luta entre a vida e a morte, e você precisa escolher e tomar uma decisão. Neste momento você traz a tona seu passado, comportamento e seu legado na Terra. Diante desta situação os que optam ou de fato precisam voltar a viver, reagem e vêem ao mundo com outra sensibilidade de viver.
Assim também são com aqueles que ao parar o coração, necessitam de um choque para reanimar e reagir para o estado normal.

Já faz um tempo que entramos em COMA, e o pulso ainda pulsa.

A doença que nos levou a este estado de choque se chama “Eu não tenho nada a ver com isso”.
Já faz 20 dias que se chove sem parar e...

Read More

Consumidores são pessoas

Em 2008 eu estava trabalhando em uma indústria multinacional suíça do ramo alimentício, e a empresa havia desenvolvido uma área chamada BOP (Base da Pirâmide).
Esta área tinha como missão e objetivo atender as necessidades dos consumidores da classe c, d e.
Eu trabalhava no marketing de uma linha infantil de produtos e então o BOP organizou um passeio pelas camadas de baixa renda para mostrar a realidade aos marketeiros e também despertar insights ao grupo.
Começamos andando de metrô visitando o centro de São Paulo e terminamos na Favela de Heliópolis.
O que me causou mais espanto foi a reação do grupo de marketeiros espantados em verem o cotidiano do trabalhador brasileiro e, além disso, em não conhecerem os principais pontos que compõem a cidade de São Paulo, inclusive a vi...

Read More