Sustentabilidade tagged posts

Alma, Solo e Sociedade. Uma nova tríade para novos tempos

Satish Kumar

Ontem, tive o privilégio de poder ouvir o Profº, Editor, Fundador da Schumacher College e Ativista pela Paz Satish Kumar.
A vida dele é uma grande história. Foi aluno de Vinoba Bhave (discípulo e considerado sucessor de Mahatma Gandhi), chamado também por muitos de Arachya (sânscrito de Professor).
Inspirado por Bertrand Russel Filósofo britânico que foi um grande pacifista da paz na primeira guerra mundial e defensor do desarmamento nuclear, aos 20 anos juntamente com um amigo decidiram fazer uma caminhada pela paz, como ficou conhecida, a pé pois o gesto mobilizaria mais as pessoas até as 4 principais capitais nucleares: Moscou, Paris, Londres e Washington DC e entregar uma carta aos presidentes destes países pelo fim do armamento nuclear.
Ao pedirem a benção para Vinoba Bha...

Read More

Sejamos mais altruístas, o mundo já tem networking demais

Mais altruismo

Muita se fala em “fazer networking”, mas qual a definição disso?
De acordo com o Wikipedia: A palavra é a união dos termos em inglês “net”, que significa “rede” e “working”, que é “trabalhando”. O termo, em sua forma resumida, significa que quanto maior for a rede de contatos de uma pessoa, maior será a possibilidade de essa pessoa conseguir uma boa colocação profissional, realizar bons negócios, obter informações e várias outras vantagens que se pode obter da rede formada.

Quase no final da definição vem a palavra, “vantagem”. Vantagem é um interesse individual, um conflito de interesse. Uma mão lava a outra. Se a outra mão não lava, não tem vantagem ou serventia para se conectar.

Na reunião ordinária do Comitê de Jovens Empreendedores da FIESP de Junho, o CEO e CoFun...

Read More

A Revolução do Altruísmo

MR Albert

Por que vale a pena sermos altruístas?

Acompanhei em São Paulo nos dias 17 a 19/05 o Tour Brasil do Cientista Francês Biólogo Molecular Matthieu Ricard que deixou aos 26 anos o Instituto Pasteur, um dos mais renomados centros de pesquisas do mundo, para tornar-se monge tibetano no Himalaia. Aos 69 anos, ele é o monge mais célebre, conselheiro de Sua Santidade Dalai Lama e foi eleito por um Jornal Britânico, o homem mais feliz do mundo, após participar de uma pesquisa sobre os efeitos da compaixão, amor e da bondade no cérebro na Universidade de Wisconsin (EUA) realizado pelo renomado neurocientista Richard Davidson.

Para Matthieu, é possível treinar o cérebro para ser feliz, uma vez que felicidade é bem estar e não sensações prazerosas.
Imagina um pedaço de bolo de chocol...

Read More

Precisamos de uma nova consciência, precisamos de um novo coração

Mar Vix

Quem me conhece mais de perto sabe que como todo jovem sonhador um dia eu já fui socialista, Presidente do Diretório Acadêmico da Universidade, Quase expulso dela, Baterista, Religioso, Executivo de Empresas, Premiado em concurso de poesias, sempre buscando coisas … Histórias boas e ruins.

Ao longo da vida você vai vendo e aprendendo sobre as formas de caminhar por ela e obter sucesso com prestígio, reconhecimento, status, nos bancos universitários, grupos, família e amigos. Em muitos casos, o indivíduo desenvolve o individualismo, a competição e o egoísmo para garantir que o seu caminho obtenha todo esse reconhecimento com as mulheres, liderados, família, empregados e sociedade.
O dinheiro, a fortuna é um grande instrumento para as supostas conquistas, privilégios e prestígi...

Read More

A confusão da Sustentabilidade :-/

Uma grande indústria nacional de cosméticos propaga ser ícone da sustentabilidade por usar matérias-primas naturais e de fornecedores ribeirinhas com propostas de desenvolvimento local de determinadas regiões e embalagens recicláveis.
Por outro lado, sua força de vendas são mulheres sem registro em carteira que não possuem salário fixo ou ajuda de custo onde realizam a chamada venda porta-a-porta. Estas tais mulheres não terão direito a aposentadoria (INSS) e outros direitos dos trabalhadores que a Lei Brasileira garante. Ela está entre as 10 maiores pela Revista Forbes no Brasil e um alto índice de admiração empresarial por profissionais.

Grande fatia da classe C/D/E possui dívida nos bancos privados por conta de empréstimos e outros produtos.
Para bater as metas de ven...

Read More

Por que vivemos na perspectiva do IMPROVÁVEL?

Por que estamos sempre na perspectiva do improvável?
Veja este vídeo de 1:43. Tan Hong Ming não acreditava que um dia “namoraria” Umi Qazerina e tampouco tinha coragem de se declarar. A partir de um encontro de diálogo entre os dois, ele descobriu que ela também gostava dele… O improvável se tornou provável!

Vivemos em um mundo principalmente neste século XXI em constante mudanças. Não há como não fazer esta transição de modelo. Charles Darwin dizia: “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças..”

Não acreditamos nas mudanças do nosso departamento, cultura organizacional, espaços de conviVência e todas aquelas ideias e inovações serão improváveis pois a culpa é do seu fulano, ciclano que é ignorante, obsoleto ou um nã...

Read More

A ciência da compaixão

Compaixão é o reconhecimento do sofrimento do outro e o desejo de ajudar a aliviar o seu sofrimento. Já é cadeira na Universidade de Stanford (EUA).

E qual a diferença entre dor e sofrimento?
Dor são sensações físicas desagradáveis podendo estar associada a um processo destrutivo do corpo enquanto sofrimento são experiências aversivas e suas emoções negativas (infelicidade).
Emoções negativas estão dentro da nossa mente e podem ser consideradas: Apego “Eu e Minha”; ódio, raiva, vingança, superioridade, ganância, egocentrismo, inveja, ciúmes, individualismo, poder, malícia etc…

E como podemos nos livrar do sofrimento? A partir de nós mesmos. Compaixão e Bondade.
Richard Davidson, Neurocientista da Universidade de Wiscosin (EUA) em pesquisas recentes revelou que ...

Read More

InovAÇÃO… Dor, Medo e Preconceito.

* Uma ostra no fundo do mar para produzir uma pérola, dessas que achamos bonita e as mulheres principalmente fazem colares não produz facilmente esta beleza, só a partir da dor.
Quando machucada por um grão de areia no mar, ela se retrai fechando-se na concha pela dor e produz a pérola exprimindo-a para fora, ou seja, “ostra feliz não faz pérola.”

* Só nos tornamos verdadeiramente adultos quando perdemos o medo de errar. (Martha Medeiros)

* Enquanto você se esforça pra ser um sujeito normal, e fazer tudo igual. Eu do meu lado aprendendo a ser louco, maluco total. (Raul Seixas)
____________________________________________________________

Essas três reflexões ilustram a dor, medo e o preconceito.

E o que estas histórias tem haver com a Inovação?
Vamos observar neste artig...

Read More